hut-300x150

Bancos, pontos de ônibus, lixeiras e postes de sinalização são alguns exemplos

Além de deixar a cidade mais amigável e agradável, o mobiliário urbano ajuda em outras questões como segurança, iluminação e mobilidade urbana.

Quer saber mais sobre assunto?

Nesse artigo vamos explicar o conceito de mobiliário urbano e a importância dele para tornar uma experiência de viver em uma cidade mais amável.

O que é mobiliário urbano?

Mobiliário urbano é um conjunto de elementos que são instalados em espaços públicos para cumprir determinada finalidade, idealmente colaborando com a convivência entre as pessoas e tornando a vida na cidade mais organizada e confortável.

Esses objetos instalados em espaços públicos e ficam disponíveis para o uso da população ou suporte dos serviços da cidade.

Apesar do nome remeter a móveis, o conceito dos mobiliários urbanos é bem mais amplo. Não existe um consenso sobre todos os objetos que são considerados mobiliários urbanos.

Veja alguns principais exemplos:

  • abrigos e pontos de ônibus;
  • pontos de táxi;
  • caixas de coleta de correio;
  • hidrantes;
  • armários da rede telefônica;
  • lixeiras;
  • postes de sinalização, de iluminação e rede elétrica;
  • apoios ou parqueamento de bicicletas;
  • fontes ou bebedouros;
  • bancas de jornal;
  • bancas de flores ou floreiras;
  • relógios;
  • mesas com bancos;
  • guardas e corrimãos;
  • estruturas de sombreamento;
  • suportes informativos e expositores;
  • estruturas de ginástica para seniores;
  • bancos;
  • floreiras;
  • balizadores;
  • totens;
  • pisos e grades.

Características essenciais de um mobiliário urbano

  1. Funcionalidade
  2. Durabilidade
  3. Racionalidade
  4. Bom desenho
  5. Beleza
  6. Complementos específicos de cada finalidade

Desafios do mobiliário urbano brasileiro

O mobiliário urbano de uma cidade diz muito sobre a maneira como ela é pensada.

Em cidades humanas e mais evoluídas, existe a preocupação com o bem-estar do cidadão.

Infelizmente, na maior parte das cidades brasileiras ainda não há uma preocupação com o design do mobiliário urbano.

O que prevalece em nossas cidades são produtos de má qualidade, desenhos negligentes, soluções padronizadas e inadequadas fabricados pelo menor custo, não funcionais e, muitas vezes, limitados a suportes de propaganda, comprados pelas prefeituras pelo menor preço e não pela qualidade e durabilidade.

Existe uma padronização de estética e materiais sob a justificativa de redução de custos e riscos de vandalismo.

Por esse motivo, é comum que o mobiliário urbano não ofereça o conforto e segurança necessários para a população.

Para mudar esse cenário, o caminho é garantir bom nível de desenho, funcionalidade, durabilidade, conforto e identidade nos elementos de mobiliário urbano.

O Brasil conta com profissionais e empresas nacionais capazes de produzir ótimos objetos para nossos mobiliários urbanos.

Venha ter essa experiência aqui na Softplace e conheça as soluções capazes de reviver o prazer de compartilhar os espaços públicos das cidades brasileiras.

Para ficar ainda mais por dentro das novidades mobiliário urbano, acesse o nosso site e saiba mais.