planta3

Veja como a presença da natureza se tornou tendência de decoração

O uso de plantas na decoração está ganhando cada vez mais destaque e vai desde acrescentar a natureza em alguns detalhes utilizando cores terracota, em móveis com plantas em vasos ou até mesmo em paredes inteiras com painéis de madeiras.

O contato com a natureza dentro de casa nos remete a uma sensação de pausa e distanciamento do nosso cotidiano urbano, criando um refúgio dentro do próprio lar.

Porém, antes de escolher as plantas que irão compor o projeto de decoração da sua casa é preciso se atentar às condições luz, temperatura e umidade de cada cômodo.

Continue a leitura e confira algumas dicas preciosas para acertar na escolha das plantinhas da sua casa.

Incidência da luz solar

Antes de escolher uma planta para um cantinho específico preste atenção se bate sol direto ou não. Caso bata sol, é legal saber o horário, pois quanto mais próximo do meio dia mais forte é o sol.

De acordo com a direção que a janela da sua casa ou varanda do seu apartamento é voltada para o sol, você pode descobrir a incidência da luz e calor no decorrer do dia. Com este truque, você sempre saberá escolher o melhor tipos de folhagens que poderá cultivar sem que a plantinha sofra por falta de iluminação.

Mas, atenção: alguns fatores como proximidades de prédios ou coberturas como telhados e toldos podem impedir que os raios solares cheguem à sua planta, mesmo quando a janela está voltada para a direção que você identificou.

Existem plantas que não gostam de tomar sol direto e outras que precisam de sol. A rega também varia de acordo com a espécie. Prefira plantas adequadas à sua rotina: quantas vezes cada pessoa consegue regar na semana também é um fator importante na hora de escolher.

Plantas na decoração – Escolhendo de acordo com a luz

planta

1. Sol Pleno

É aquela luz intensa e direta sobre a folhagem, seja dentro ou fora de casa. O famoso sol do meio dia e que, normalmente, vai até umas 16h.

Algumas espécies que se adaptam bem ao sol pleno são: cactos, suculentas, aspargo ornamental, espada-de-são-jorge, lambari-zebrina, clúsia, cheflera, babosa, dracenas, jade, árvores frutíferas e temperos que usamos geralmente na cozinha (estes com uma atenção maior às regas).

2. Meia-sombra

O ambiente super claro que recebe aquele solzinho direto e ameno do início da manhã (das 7h às 10h) e o de finzinho de tarde (das 16h30 em diante). Esta luz é benéfica para muitas espécies, inclusive as de sol pleno, pois ajuda na floração. As espécies propícias são: filodendros, aglaonemas, antúrios, peperômias, samambaias, heras e ripsális.

3. Sombra

O que difere esta luz em relação à encontrada na meia-sombra é a incidência do sol. O ambiente é super claro durante todo o dia, mas não recebe sol direto, em nenhum momento. Ainda assim o local é propício para muitas plantas. Basta escolher as espécies certas, e algumas delas são: pacová, zamioculca, jiboia, aglaonema, espada-de são-jorge, lança-de-são-jorge, filodendro e maranta.

Gostou as dicas? Aproveite e também fique de olho nas nossas redes sociais.

E para conhecer e ficar por dentro de mais possibilidades para decorar  sua casa, área externa ou varanda e escolher a plantinha certa para seu projeto de decoração, acesse o nosso site ou visite nossa loja.

Estamos localizados na rua Santa Catarina, 1227 no bairro de Lourdes em Belo Horizonte.

Estamos esperando sua visita!